VIDAS MARCADAS POR ENCONTROS CASUAIS COM O SALVADOR – Amilton Alvares




hoje

Não sabemos os nomes dos personagens. Um possuía um hotel, o outro, possuía uma residência espaçosa. Jesus de Nazaré entra na História e toca a vida dos dois homens em marcos extremos de sua vida terrena; primeiro, por ocasião de seu nascimento, depois, quase no fim da sua jornada a caminho da cruz. O hoteleiro de Belém recebeu a Sagrada Família em sua estalagem, mas priorizou o próprio negócio. Aproveitou a grande procura por aposentos naquele fim de semana e jogou o Salvador na estrebaria ou estábulo de sua vida (Lucas 2:1-6) . Perdeu a oportunidade de participar com a própria família do glorioso nascimento do Filho de Deus. O outro, certamente um homem rico e influente, proprietário de uma casa espaçosa com salão de hóspedes, teve comportamento de servo. Ele não teve dúvidas em receber em sua casa dois homens desconhecidos – Pedro e João, discípulos de Jesus. E não titubeou em oferecer a casa para um mestre que não conhecia e que queria fazer ali uma refeição com os seus discípulos. O hospitaleiro morador de Jerusalém acolheu Jesus de Nazaré, oferecendo-lhe tudo o que foi pedido e a vida compartilhada (Lucas 22:7-20). Numa atitude de hospitalidade e generosidade ele trouxe Deus para dentro de casa!

Discernimento espiritual é o que distingue a conduta dos dois homens. O hoteleiro de Belém, sem discernimento, perdeu a oportunidade de trazer para dentro de sua casa o Salvador. O homem de Jerusalém, com grande discernimento espiritual, abriu a sua casa e ofereceu os seus aposentos para a celebração da primeira Ceia do Senhor. Esse fato marcou a História e hoje é motivo de celebração entre os cristãos. Dia após dia, em comunidades cristãs do mundo todo, a Ceia do Senhor é celebrada em memória do Salvador e como lembrança de que Ele deu a vida por pecadores (Lc 22:20). O homem de Jerusalém compartilhou o seu espaço íntimo, viu o Deus vivo em sua própria casa e tudo faz crer que entendeu que estava diante de seu Salvador.

Considere esses dois quadros. Considere a postura desses dois homens. Com qual deles você se identifica? Veja qual é o verdadeiro sentido do Natal e como você pode se posicionar diante de Jesus. O Natal é uma oportunidade de compras, presentes, relacionamentos, negócios, festas e também uma oportunidade de encontrar o Salvador? O hoteleiro de Belém e o homem de Jerusalém tiveram um encontro casual com Jesus. Um aproveitou a oportunidade enquanto o outro deixou a oportunidade escapar. O seu encontro com Jesus não precisa ser tão casual assim. Você pode se deixar encontrar pelo Salvador. Basta não fugir da decisão mais importante de sua vida. Você precisa dizer se quer ou não quer receber o presente de Deus. Você quer salvação e vida eterna?  Então tem de reconhecer que precisa do Salvador. Tem de dizer que quer. Você quer? Ou vai tocar a vida esperando um encontro casual com Jesus?

 ____

* O autor é Procurador da República aposentado, Oficial do 2º Registro de Imóveis, Títulos e Documentos e Civil de Pessoa Jurídica da Comarca de São José dos Campos/SP, colaborador do Portal do Registro de Imóveis (www.PORTALdoRI.com.br) e colunista do Boletim Eletrônico, diário e gratuito, do Portal do RI.

Como citar este devocional: ALVARES, Amilton. VIDAS MARCADAS POR ENCONTROS CASUAIS COM O SALVADOR. Boletim Eletrônico do Portal do RI nº. 242/2016, de 23/12/2016. Disponível em http://www.portaldori.com.br/2016/12/23/vidas-marcadas-por-encontros-casuais-com-o-salvador/

____

Publicação: Portal do RI (Registro de Imóveis) | O Portal das informações notariais, registrais e imobiliárias!

Para acompanhar as notícias do Portal do RI, siga-nos no twitter, curta a nossa página no facebook, assine nosso boletim eletrônico (newsletter), diário e gratuito, ou cadastre-se em nosso site.

Deixe seu comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>