2020, O ANO CONTIDO, DO ABRAÇO REPRIMIDO E DE VIDAS PERDIDAS – POR AMILTON ALVARES


2020 restou contido na História; a vida pausou. Mas a História não parou, o mundo avançou, e 2020 ficará para trás. O crescimento e o progresso foram contidos, a economia das nações está fragilizada. As crianças foram severamente apenadas, perderam o ano letivo e o vínculo com os estudos. O ano contido não vai deixar saudades. No entanto, 2020 deixa-nos uma galeria de heróis, a dos profissionais de saúde. Suportaram grande carga, praticaram intensamente o amor ao próximo e muitos pagaram com a própria vida no enfrentamento da covid-19. A eles o nosso tributo de reconhecimento e gratidão.

O abraço sempre andou reprimido em 2020. As nações procuraram se unir num abraço fraternal e universal de construção de barreiras, para conter a pandemia e buscar a vacina contra a covid-19. Mas as pessoas experimentaram a dor, a tristeza e a frieza do distanciamento social. Dura essa prática do abraço reprimido e do cumprimento sem toque físico, onde sentimos falta da conversa ao pé do ouvido. O contato físico foi trocado pelo toque do teclado do computador, do celular ou do smartphone. A vida piorou, e assim 2020 chega ao fim.

Foi um ano de vidas perdidas. Só no Brasil mais de 180 mil pessoas perderam a guerra contra a covid-19. Vidas sofridas, famílias impactadas, abraço reprimido e progresso contido! Faltou até lugar para chorar nos funerais. Não compreendemos o porquê de tudo isso, mas podemos extrair lições deste ano de 2020. O quadro é de dor, mas há relatos de ilhas de bençãos diante de um mar de tristeza. Isso mostra que Deus se relaciona diretamente com cada um de nós, independentemente das circunstâncias, e que também presta socorro pessoal e individual no curso das tragédias. E se olharmos essa dura realidade com os olhos da fé, podemos enxergar vida além das fronteiras da dor das 180 mil famílias que perderam entes queridos nesta guerra.

Somos peregrinos e forasteiros neste mundo, a nossa pátria está nos céus (1ª Pedro 2.11 e Filipenses 3.20). Estamos de passagem neste mundo de dor e sofrimento. A Bíblia diz que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito (Romanos 8.28). Bem, se você já está no time do Senhor, descanse e confie nele. Se passou pela dor ou está diante dela, o Espírito Santo o consolará. Deus está trabalhando com as pessoas deste mundo, está trabalhando comigo e com você, e Deus vai extrair proveito espiritual deste caos, especialmente para edificação de seus filhos, os que já foram comprados pelo sangue do Cordeiro de Deus, aqueles que têm a Jesus Cristo como Senhor e Salvador. Agora, se você ainda não está nesse time, é bom considerar que não há outro caminho de acesso ao Pai, a não ser em Jesus de Nazaré, que no Calvário deu a vida por pecadores como eu e você. Sempre é tempo de buscar o Salvador. Tenha em conta que não há salvação em nenhum outro, somente no Senhor (Atos 4.12). E tenha a certeza de que se você caminhar em busca do seu Salvador, o abraço não vai ser reprimido, a Salvação não será contida e a vida não será perdida.

É tempo de repensar a vida. Ano Novo, vida nova. E a proposta de Deus para os homens é vida abundante em Jesus de Nazaré. Aproveite o ensejo do Natal para tomar a decisão mais importante da sua vida. Diga a Jesus Cristo que você quer sair da pandemia nos braços do Salvador. Leia João 3:16-18 e faça isso agora mesmo. Feliz Natal!

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus. João 3:16-18

* O autor é Procurador da República aposentado, Oficial do 2º Registro de Imóveis, Títulos e Documentos e Civil de Pessoa Jurídica da Comarca de São José dos Campos/SP, colaborador do Portal do Registro de Imóveis (www.PORTALdoRI.com.br) e colunista do Boletim Eletrônico, diário e gratuito, do Portal do RI.

Publicação: Portal do RI (Registro de Imóveis) | O Portal das informações notariais, registrais e imobiliárias!

Para acompanhar as notícias do Portal do RI, siga-nos no twitter, curta a nossa página no facebook, assine nosso boletim eletrônico (newsletter), diário e gratuito, ou cadastre-se em nosso site.




A pandemia sacode a alma – Por Amilton Alvares


Com olhos espirituais somos obrigados a contemplar a nossa pequenez diante do Criador. Com humildade, somos levados a reconhecer a nossa impotência diante do Altíssimo. Com a racionalidade, que Deus nos deu, somos conduzidos à conclusão de que, mesmo com todo o avanço tecnológico e científico do Século XXI, a humanidade é extremamente vulnerável e frágil diante de fatos extraordinários. Ninguém está isento de sofrimentos nesta vida. Ninguém está imune à morte. Como disse o Padre Antônio Vieira – “Não há tributo mais pesado do que a morte, no entanto todos o pagam e dele ninguém reclama, porque é tributo de todos”.

Com discernimento espiritual e olhos fitos na Bíblia, naturalmente encontraremos respostas. A verdade revelada na Bíblia nos orientará. É bom saber que Deus é o Senhor da História e tem o domínio de todas as coisas. E com a fé racional que Deus nos deu, nós, os que ganhamos a privilegiada posição de filhos adotivos de Deus, pela obra redentora de Cristo Jesus, podemos proclamar que nenhum homem é salvador do mundo. Salvador de pecadores é Jesus Cristo, o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. Nenhum homem pode dizer que Deus errou em permitir esse caos, pois sabemos, perfeitamente, que somos peregrinos e forasteiros neste mundo, que jaz no maligno (1ª Pedro 2.11 e 1ª João 5.19). Jó não suportou intensa dor e sofrimento porque pecou ou errou; ele era um homem íntegro, temente a Deus e que se desviava do mal. O sofrimento faz parte da vida. Deus não prometeu refresco para ninguém – “Neste mundo vocês terão aflições; contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo” (Jesus de Nazaré, João 16.33). Considere que Deus jamais deixou o homem abandonado à própria sorte. Ele, somente Ele pode nos tirar desse caos. E vai nos tirar, porque “as misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, as misericórdias do Senhor não têm fim e se renovam a cada manhã” (Lamentações 3.22-23).

* O autor é Procurador da República aposentado, Oficial do 2º Registro de Imóveis, Títulos e Documentos e Civil de Pessoa Jurídica da Comarca de São José dos Campos/SP, colaborador do Portal do Registro de Imóveis (www.PORTALdoRI.com.br) e colunista do Boletim Eletrônico, diário e gratuito, do Portal do RI.

Publicação: Portal do RI (Registro de Imóveis) | O Portal das informações notariais, registrais e imobiliárias!

Para acompanhar as notícias do Portal do RI, siga-nos no twitter, curta a nossa página no facebook, assine nosso boletim eletrônico (newsletter), diário e gratuito, ou cadastre-se em nosso site.