Rede de simplificação de registro e legalização de empresas deverá ser integrada com cartórios em abril




Nesta quarta-feira (10.02), uma reunião entre representantes da Junta Comercial de Mato Grosso (Jucemat) e da Associação dos Notários e Registradores de Mato Grosso (Anoreg-MT) discutiu a implantação da Rede Nacional para a Simplificação do Registro e Legalização de Empresas (Redesim) no âmbito dos cartórios do Estado.

“Desta forma, com a integração conseguiremos dar mais agilidade e celeridade para empresas do terceiro setor. É uma grande ferramenta e o convênio com a Anoreg visa caminhar para esta modernidade que já existe em outros setores”, afirma Manoel Lourenço de Amorim Silva, presidente da Jucemat.

Para a presidente da Anoreg-MT, Velenice Dias de Almeida, a reunião foi produtiva e com avanços significativos. “As duas instituições sentaram à mesa para falar sobre os anseios e, a partir daí, começar a concretizar projetos antigos e iniciar outras novas ideias”.

“Estávamos tratando deste assunto há muitos anos e, agora, afunilou para conseguirmos a concretização deste projeto. Estamos ansiosos para começarmos em abril de 2021”, contou Glória Alice Ferreira Bertoli, diretora de Pessoas Jurídicas da Anoreg-MT.

Para Ruy Nogueira Barbosa, vogal titular da Jucemat, “é preciso acompanhar a velocidade das coisas e a integração será um marco para a Junta Comercial e as entidades que trabalharem com este convênio”.

O secretário geral da Jucemat, Júlio Frederico Müller Neto, informou que não serão todos os dados disponibilizados na Redesim. “Apenas algumas informações dos Cartórios referentes às empresas é que serão disponibilizados, aqueles que são importantes para os processos terem agilidade”, disse.

Também participaram da reunião Alexandre Lacerda, coordenador da REDESIM, e Anete Ribeiro, superintendente da Anoreg-MT.

REDESIM

Ao todo 53 municípios já estão integrados a Rede Nacional para a Simplificação do Registro e Legalização de Empresas (Redesim), e oferecem a facilidade e já foi aberta a integralização de mais cinco. Antes, era necessário que o empreendedor ou contador buscasse os órgãos estaduais e municipais de licenciamento separadamente, o que tornava o processo mais demorado e caro.

Fonte: Anoreg/MT

Publicação: Portal do RI (Registro de Imóveis) | O Portal das informações notariais, registrais e imobiliárias

Para acompanhar as notícias do Portal do RI, siga-nos no twitter, curta a nossa página no facebook e/ou assine nosso boletim eletrônico (newsletter), diário e gratuito.

Deixe seu comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>