DOIS GRAVETOS NA FLORESTA DA CORRUPÇÃO – Amilton Alvares




Quem diria que o sítio de Atibaia e o triplex do Guarujá ganhariam relevância histórica, em cenário de incalculável roubalheira. Bilhões escoaram pela sofisticada estrutura de propina, mas é no sítio e no triplex – dois gravetos na grande floresta da corrupção, que fica bem evidenciado o fracasso da carne diante dos nadas deste mundo. Na corrupção não há preço justo, e está claro que muita gente perde o pudor e se vende por bagatela, sem nenhuma preocupação com o julgamento da História. E o julgamento da História já começou.

Vale a pena fazer uma reflexão sobre o famoso sermão do Padre Antonio Vieira: “A mim a imagem dos meus pecados me comove muito mais que essa imagem do Cristo crucificado”. Na igreja, todos estão perplexos e ele prossegue: “Diante dessa imagem, do Cristo crucificado, eu sou levado a ensoberbecer-me, por ver o preço pelo qual Deus me comprou; diante da imagem dos meus pecados é que eu me apequeno, por ver o preço pelo qual eu me vendi. Por ver que Deus me compra com todo o seu sangue, eu sou levado a pensar que eu sou muito, que eu valho muito. Mas quando noto que eu me vendo pelos nadas do mundo, aí eu vejo que eu sou nada. Eu valho nada” (Sermão do 4º Domingo da Ascensão).

Certamente Deus gostaria de ouvir a confissão do imputado. Diante de tantas evidências só resta mesmo o caminho do arrependimento e da confissão. O País precisa nascer de novo, mas, acima de tudo, pessoas precisam do novo nascimento preconizado em João 3:1-21. Tudo indica que Nicodemos ouviu atentamente a explicação de Jesus, e entendeu que “Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para condenar o mundo, mas para que este fosse salvo por meio dele” (verso 17). Hoje, a voz que vem do céu diz ao ex-Presidente: Desce do pedestal e confessa – “Quem pratica a verdade vem para a luz” (verso 21). Se está difícil salvar a pele, ainda dá tempo de salvar a alma. Abandone o discurso de soberba e de vítima. Confesse! “Se confessarmos os nossos pecados, Ele (Jesus) é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda a injustiça” (1ª João 1.9). A palavra de ordem é arrependimento e contrição. Salva a alma Lula! Confessa!

Quanto a nós, é bom ter em conta que não somente os políticos são corruptos. Porque o coração do homem é enganoso e desesperadamente corrupto (Jeremias 17.9). Todos nós precisamos de arrependimento e confissão. E todos precisam da salvação de Jesus de Nazaré.

* O autor é Procurador da República aposentado, Oficial do 2º Registro de Imóveis, Títulos e Documentos e Civil de Pessoa Jurídica da Comarca de São José dos Campos/SP, colaborador do Portal do Registro de Imóveis (www.PORTALdoRI.com.br) e colunista do Boletim Eletrônico, diário e gratuito, do Portal do RI.

Como citar este devocional: ALVARES, Amilton. DOIS GRAVETOS NA FLORESTA DA CORRUPÇÃO. Boletim Eletrônico do Portal do RI nº. 28/2019, de 08/02/2019. Disponível em https://www.portaldori.com.br/2019/02/08/dois-gravetos-na-floresta-da-corrupcao-amilton-alvares/

____

Publicação: Portal do RI (Registro de Imóveis) | O Portal das informações notariais, registrais e imobiliárias!

Para acompanhar as notícias do Portal do RI, siga-nos no twitter, curta a nossa página no facebook, assine nosso boletim eletrônico (newsletter), diário e gratuito, ou cadastre-se em nosso site.

One Response to “DOIS GRAVETOS NA FLORESTA DA CORRUPÇÃO – Amilton Alvares”

Deixe seu comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>