A PROMESSA É BOA, MAS O AMBIENTE É DE SOFRIMENTO – Amilton Alvares

Deus não deixará de ouvir a sua oração; jamais negará o seu amor (Salmos 66.20). Creia: “Tudo é possível àquele que crê” (Marcos 9.23). A promessa de Jesus é maravilhosa, mas tenha em conta que o próprio Jesus advertiu – “No mundo tereis aflições” (João 16.33).

Por isso, independentemente do tamanho de sua fé, o discernimento espiritual mostra que Deus está escrevendo a sua história com os homens. E Deus é soberano! Ele tem os seus propósitos, sabe o que é melhor para cada um de nós, e fechará a sua história com chave de ouro. Se o sofrimento bater à sua porta, é bom saber que Deus não dará o fardo maior do que você pode carregar, porque não seremos tentados além das próprias forças (1ª Coríntios 10.13). Assim, podemos nos gloriar nas próprias tribulações, sabendo que a tribulação produz perseverança; a perseverança, um caráter aprovado; e o caráter aprovado, esperança (Romanos 5:3-4).

O ambiente deste mundo é de sofrimento, mas a promessa de Jesus é de vitória. A palavra que Ele deixou é de encorajamento: “Tende bom ânimo, Eu venci o mundo” (João 16.33). Sejamos gratos em qualquer circunstância, enquanto aguardamos o glorioso dia do encontro com nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo.

____

* O autor é Procurador da República aposentado, Oficial do 2º Registro de Imóveis, Títulos e Documentos e Civil de Pessoa Jurídica da Comarca de São José dos Campos/SP, colaborador do Portal do Registro de Imóveis (www.PORTALdoRI.com.br) e colunista do Boletim Eletrônico, diário e gratuito, do Portal do RI.

Como citar este devocional: ALVARES, Amilton. A PROMESSA É BOA, MAS O AMBIENTE É DE SOFRIMENTO. Boletim Eletrônico do Portal do RI nº. 024/2018, de 02/02/2018. Disponível em http://www.portaldori.com.br/2018/02/02/a-promessa-e-boa-mas-o-ambiente-e-de-sofrimento-amilton-alvares/

Publicação: Portal do RI (Registro de Imóveis) | O Portal das informações notariais, registrais e imobiliárias!

Para acompanhar as notícias do Portal do RI, siga-nos no twitter, curta a nossa página no facebook, assine nosso boletim eletrônico (newsletter), diário e gratuito, ou cadastre-se em nosso site.


DISCERNIMENTO ESPIRITUAL – Amilton Alvares

O cenário não é comum para nós. O menino era importunado por um espírito maligno e o pai estava desesperado. Relutante, o pai apresenta o filho a Jesus e pede a libertação (Marcos 9:14-30). Jesus expulsou o espírito maligno e restituiu a vida ao menino (versos 25 e 26). A principal lição que pode ser extraída do texto está na segunda fala do pai do menino. Na primeira fala o pai diz – “Se podes fazer alguma coisa, tem compaixão de nós e ajuda-nos” (verso 22). Jesus manifestou a sua perplexidade diante do que ouviu e praticamente devolveu a pergunta – “Se podes?”. E Jesus arrematou; “Tudo é possível àquele que crê” (verso 23). O relato bíblico diz que imediatamente o pai do menino exclamou: “Creio, ajuda-me a vencer a minha incredulidade” (verso 24).

Frágil é a nossa fé. A fé dos discípulos de Jesus também era pequena. Em Lucas 17.5 pediram a Jesus – “Aumenta a nossa fé”. Um dos grandes problemas do cristão deste século é pedir e achar que Deus tem a obrigação de acolher a sua súplica. Muitas vezes o cristão “negocia“ com Deus e segue ritos montados por homens, frustrando-se, depois, quando o milagre não é realizado. Isso não é exercício de fé. Deus é soberano. Ele pode atender ou não atender o seu pedido. Mas Ele sempre ouvirá a sua oração para escrever uma bela história com você neste mundo devastado pelo pecado.

Deus continua fazendo milagres. E nós precisamos vencer a incredulidade! Todos devemos pedir para o Senhor aumentar a nossa fé. Mas a minha fidelidade a Deus não pode ser estabelecida em função de milagres. Deus não é empregado de homens. Deus não tem dívida com homens. Ele é o Senhor da História e tem os seus propósitos, que estão acima de nossa limitada compreensão. Assim, cabe pedir: Ajuda-me a vencer a minha incredulidade e aumenta a minha fé. Mas eu também posso pedir para o Senhor me capacitar a compreender os seus propósitos em minha vida. Posso buscar discernimento espiritual para estabelecer uma vida vitoriosa e comprometida com o nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. Capacita-me Senhor!

Deus não deixará de ouvir a sua oração; jamais negará o seu amor (Salmos 66.20). Creia: “Tudo é possível àquele que crê”. A promessa de Jesus é maravilhosa, mas tenha em conta que, independentemente de sua fé, o discernimento espiritual mostra que Deus está escrevendo a sua história com os homens. Deus é soberano. Ele sabe o que é melhor para nós e tem os seus propósitos. E, se vier o sofrimento, é bom saber que podemos nos gloriar na próprias tribulações, sabendo que a tribulação produz perseverança; e a perseverança, experiência; e a experiência, esperança (Romanos 5:3-4).

____

* O autor é Procurador da República aposentado, Oficial do 2º Registro de Imóveis, Títulos e Documentos e Civil de Pessoa Jurídica da Comarca de São José dos Campos/SP, colaborador do Portal do Registro de Imóveis (www.PORTALdoRI.com.br) e colunista do Boletim Eletrônico, diário e gratuito, do Portal do RI.

Como citar este devocional: ALVARES, Amilton. DISCERNIMENTO ESPIRITUAL. Boletim Eletrônico do Portal do RI nº. 021/2018, de 30/01/2018. Disponível em http://www.portaldori.com.br/2018/01/30/discernimento-espiritual-amilton-alvares/

Publicação: Portal do RI (Registro de Imóveis) | O Portal das informações notariais, registrais e imobiliárias!

Para acompanhar as notícias do Portal do RI, siga-nos no twitter, curta a nossa página no facebook, assine nosso boletim eletrônico (newsletter), diário e gratuito, ou cadastre-se em nosso site.


AJUDA-ME A VENCER A MINHA INCREDULIDADE – Amilton Alvares

De um lado a multidão de incrédulos. De outro, um pai desesperado e relutante, a ponto de questionar a soberania de Jesus enquanto buscava a cura de seu filho. O homem diz: – “Se podes fazer alguma coisa, tem compaixão de nós e ajuda-nos (Marcos 9:17-30). Jesus mostra a sua perplexidade em tom de pergunta – “Se podes?” Então o próprio Jesus conclui: – “Tudo é possível àquele que crê” (verso 23). 

Passados vinte séculos, a incredulidade permanece com os homens. Muitos não sabem quem é Jesus. Queremos o Jesus das bênçãos para fazer milagres em nosso proveito; e queremos o milagre sem demora, logo após a súplica. Temos dificuldade de aceitar a soberania de Jesus, especialmente quando a resposta que vem do céu não atende aos nossos anseios. Aquele pai do relato bíblico teve de abandonar a sua relutância inicial e confiar. E vemos que Jesus só realizou o milagre, curando o filho daquele homem, depois que ele disse “eu creio“. Ele disse: “Creio, ajuda-me a vencer a minha incredulidade“ (verso 24). Nós somos cristãos, mas também precisamos vencer a barreira da incredulidade. Deus não está interessado em barganha ou promessa de homens. Independentemente das circunstâncias e da resposta que vem do céu às nossas orações, Deus quer a nossa fidelidade e compromisso. Não uma fidelidade de ocasião, que se conforma a uma resposta favorável e se alegra com a boa perspectiva de solução. Deus quer ouvir o seu “eu creio, eu confio”, mesmo quando as circunstâncias não são favoráveis e a coisa vai de mal a pior. Ele é o Senhor da História e está escrevendo um capítulo de seu livro com cada um de nós. Sejamos fiéis cooperadores de Deus. A conta dos nossos pecados já está paga por Jesus de Nazaré. Jesus pode. Ele fez o que ninguém podia fazer (João 10:17-18). Isso por si só é grandioso demais; maravilhoso favor, oferecido por Deus aos pecadores deste mundo. Diante da perspectiva de que somos forasteiros e peregrinos nesta Terra e de que a nossa pátria está nos céus, o restante passa a ser secundário, não tem grande relevância. Que direito temos nós de cobrar alguma coisa do Criador? A Deus toda a glória. Senhor, ajuda-me a vencer a minha incredulidade.

* O autor é Procurador da República aposentado, Oficial do 2º Registro de Imóveis, Títulos e Documentos e Civil de Pessoa Jurídica da Comarca de São José dos Campos/SP, colaborador do Portal do Registro de Imóveis (www.PORTALdoRI.com.br) e colunista do Boletim Eletrônico, diário e gratuito, do Portal do RI.

Como citar este devocional: ALVARES, Amilton. AJUDA-ME A VENCER A MINHA INCREDULIDADE. Boletim Eletrônico do Portal do RI nº. 005/2018, de 08/01/2018. Disponível em http://www.portaldori.com.br/2018/01/08/ajuda-me-a-vencer-a-minha-incredulidade-amilton-alvares/

____

Publicação: Portal do RI (Registro de Imóveis) | O Portal das informações notariais, registrais e imobiliárias!

Para acompanhar as notícias do Portal do RI, siga-nos no twitter, curta a nossa página no facebook, assine nosso boletim eletrônico (newsletter), diário e gratuito, ou cadastre-se em nosso site.