DISCERNIMENTO ESPIRITUAL – Amilton Alvares




O cenário não é comum para nós. O menino era importunado por um espírito maligno e o pai estava desesperado. Relutante, o pai apresenta o filho a Jesus e pede a libertação (Marcos 9:14-30). Jesus expulsou o espírito maligno e restituiu a vida ao menino (versos 25 e 26). A principal lição que pode ser extraída do texto está na segunda fala do pai do menino. Na primeira fala o pai diz – “Se podes fazer alguma coisa, tem compaixão de nós e ajuda-nos” (verso 22). Jesus manifestou a sua perplexidade diante do que ouviu e praticamente devolveu a pergunta – “Se podes?”. E Jesus arrematou; “Tudo é possível àquele que crê” (verso 23). O relato bíblico diz que imediatamente o pai do menino exclamou: “Creio, ajuda-me a vencer a minha incredulidade” (verso 24).

Frágil é a nossa fé. A fé dos discípulos de Jesus também era pequena. Em Lucas 17.5 pediram a Jesus – “Aumenta a nossa fé”. Um dos grandes problemas do cristão deste século é pedir e achar que Deus tem a obrigação de acolher a sua súplica. Muitas vezes o cristão “negocia“ com Deus e segue ritos montados por homens, frustrando-se, depois, quando o milagre não é realizado. Isso não é exercício de fé. Deus é soberano. Ele pode atender ou não atender o seu pedido. Mas Ele sempre ouvirá a sua oração para escrever uma bela história com você neste mundo devastado pelo pecado.

Deus continua fazendo milagres. E nós precisamos vencer a incredulidade! Todos devemos pedir para o Senhor aumentar a nossa fé. Mas a minha fidelidade a Deus não pode ser estabelecida em função de milagres. Deus não é empregado de homens. Deus não tem dívida com homens. Ele é o Senhor da História e tem os seus propósitos, que estão acima de nossa limitada compreensão. Assim, cabe pedir: Ajuda-me a vencer a minha incredulidade e aumenta a minha fé. Mas eu também posso pedir para o Senhor me capacitar a compreender os seus propósitos em minha vida. Posso buscar discernimento espiritual para estabelecer uma vida vitoriosa e comprometida com o nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. Capacita-me Senhor!

Deus não deixará de ouvir a sua oração; jamais negará o seu amor (Salmos 66.20). Creia: “Tudo é possível àquele que crê”. A promessa de Jesus é maravilhosa, mas tenha em conta que, independentemente de sua fé, o discernimento espiritual mostra que Deus está escrevendo a sua história com os homens. Deus é soberano. Ele sabe o que é melhor para nós e tem os seus propósitos. E, se vier o sofrimento, é bom saber que podemos nos gloriar na próprias tribulações, sabendo que a tribulação produz perseverança; e a perseverança, experiência; e a experiência, esperança (Romanos 5:3-4).

____

* O autor é Procurador da República aposentado, Oficial do 2º Registro de Imóveis, Títulos e Documentos e Civil de Pessoa Jurídica da Comarca de São José dos Campos/SP, colaborador do Portal do Registro de Imóveis (www.PORTALdoRI.com.br) e colunista do Boletim Eletrônico, diário e gratuito, do Portal do RI.

Como citar este devocional: ALVARES, Amilton. DISCERNIMENTO ESPIRITUAL. Boletim Eletrônico do Portal do RI nº. 021/2018, de 30/01/2018. Disponível em http://www.portaldori.com.br/2018/01/30/discernimento-espiritual-amilton-alvares/

Publicação: Portal do RI (Registro de Imóveis) | O Portal das informações notariais, registrais e imobiliárias!

Para acompanhar as notícias do Portal do RI, siga-nos no twitter, curta a nossa página no facebook, assine nosso boletim eletrônico (newsletter), diário e gratuito, ou cadastre-se em nosso site.

Deixe seu comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>