A Prefeitura de João Pessoa, Estado da Paraíba, firma convênio com IEPTB/PB para iniciar protesto de títulos




A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) firmou convênio com o Instituto de Estudos de Protesto de Títulos – Seção Paraíba (IEPTB-PB) para iniciar o protesto de títulos de empresas e pessoas físicas que têm dívidas junto ao Executivo Municipal. A previsão de início é o dia 5 de junho, logo após o término do Mutirão Fiscal, que está sendo promovido pela PMJP até 31 de maio.

“O Refis é uma oportunidade para o contribuinte saldar as dívidas com a Prefeitura e evitar futuras complicações”, afirmou o secretário da Receita Municipal, Adenilson de Oliveira, acrescentando que após o término do Mutirão, “os devedores que não tiverem negociado os tributos vencidos, terão a dívida protestada em cartório e o nome inserido nos órgãos de proteção ao crédito, conforme Lei Complementar 104, de 30 de novembro de 2016”.

O Procurador-Geral do Município, Adelmar Azevedo Régis, explicou que a Lei autoriza a Prefeitura a encaminhar para protesto extrajudicial as Certidões de Dívida Ativa da Fazenda Pública Municipal, tributária ou não. “Existem mais de 100 mil títulos aptos a protesto na Prefeitura de João Pessoa. Esse convênio vai permitir uma eficácia maior na arrecadação, concentrando-se também nos grandes devedores”, revelou.

Em João Pessoa, dois cartórios são responsáveis pelo protesto de títulos: Toscano de Brito (Varadouro) e Souto (Centro). O Presidente do IEPTB/PB e da Anoreg-PB, Germano Toscano, ressaltou a importância da parceria com a PMJP e explanou os próximos trâmites.

“Esses títulos são encaminhados para uma Central de Remessas de Arquivos, que remete aos tabelionatos. Por lei, a pessoa tem três dias para procurar o cartório no qual ela foi intimada e quitar sua dívida. Caso isso não ocorra, o título será protestado e remetido de volta à Prefeitura. Em seguida, haverá informação imediata para todos os bancos de negativação de crédito”, destacou.

Refis – A negociação das dívidas dos contribuintes com a PMJP foi definida pelo Programa de Recuperação Fiscal (Refis), que começou no dia 4 de abril e foi prorrogado até o dia 31 deste mês. Por meio da iniciativa, é possível negociar tributos como de Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), Taxa de Coleta de Resíduos (TCR), Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) e Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) que sejam anteriores a 2016.

Fonte: INR Publicações – Jornal do Protesto | 23/05/2017

____

Publicação: Portal do RI (Registro de Imóveis) | O Portal das informações notariais, registrais e imobiliárias!

Para acompanhar as notícias do Portal do RI, siga-nos no twitter, curta a nossa página no facebook, assine nosso boletim eletrônico (newsletter), diário e gratuito, ou cadastre-se em nosso site.

Deixe seu comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>