TODO MUNDO TEM O SEU “SÍTIO DE ATIBAIA” – Amilton Alvares




Não sabemos como vai terminar o imbróglio do sitio de Atibaia. Parece que “nesse mato tem coelho” é uma expressão que pode retratar bem a situação. E quem for buscar no espanhol a expressão equivalente, encontrará – “haber gato encerrado”. Coelho no mato ou gato encerrado, qual a sua preferência? Com ou sem confissão, é certo que tudo precisa vir à luz. O povo brasileiro quer conhecer a verdade acerca do sitio de Atibaia. O pulo do gato tem de ser mapeado e esclarecido. O coelho tem de sair do mato. Até lá, muitas conjecturas e reflexões serão apresentadas. Podemos considerar que cada canto sujo da nossa alma é um sítio de pecado retratado pelo “sítio de Atibaia” desgovernado. E nessa reflexão, quem investigar a fundo e colocar tudo na ponta do lápis, chegará à triste conclusão de que todo mundo tem o seu sítio de Atibaia!

Qual é o seu sítio de Atibaia? Adultério, pornografia ou avareza? Sonegação, corrupção ou desobediência? Soberba, ambiguidade ou maledicência? Jactância, malícia ou lascívia? Homicídio, contenda ou malignidade? Insolência, calúnia ou difamação? Inveja ou egoísmo? Paixão por dinheiro ou poder? Veja a lista não exaustiva de Romanos 1:28-32. Anote onde cada pecado pode se encaixar. Identifique os sítios. Dê nome aos bois. Quantos “sítios de Atibaia” você tem na bagagem?

Quem está sem pecado? Nenhum homem, nenhuma mulher! (1ª João 1.8). O Salvador disse: “Quem estiver sem pecado, que atire a primeira pedra”. Ninguém se aventurou a enfrentar o desafio lançado por Jesus de Nazaré, a evidenciar que ninguém resiste ao exame da própria consciência (João 8;1-11).

Gostamos de acusar. Somos naturalmente acusadores e julgadores. Não gostamos que os nossos pecados de estimação sejam descobertos e expostos, mas adoramos expor publicamente os pecados dos outros. Ambiguidade e incoerência habitam em nosso interior e expõem toda a nossa fragilidade e malignidade. E tudo isso mostra que sem levar a sério o Evangelho de Jesus Cristo e sem a ação sobrenatural do Espírito Santo, eu não consigo me livrar dos muitos “sítios de Atibaia” que se instalaram no fundo da minha alma. Eu preciso do Salvador para me desembaraçar dos “nadas deste mundo”, bagatelas pelas quais eu me vendi ao abrir a porta do coração para a entrada do pecado em minha vida. Senhor, tem misericórdia de nós! Capacita-nos a dizer “não” ao que de fato não convém.

Para ler do mesmo autor “O SÍTIO DE ATIBAIA E OS NADAS DESTE MUNDO” clique aqui.

____

* O autor é Procurador da República aposentado, Oficial do 2º Registro de Imóveis, Títulos e Documentos e Civil de Pessoa Jurídica da Comarca de São José dos Campos/SP, colaborador do Portal do Registro de Imóveis (www.PORTALdoRI.com.br) e colunista do Boletim Eletrônico, diário e gratuito, do Portal do RI.

Como citar este devocional: ALVARES, Amilton. TODO MUNDO TEM O SEU “SÍTIO DE ATIBAIA”. Boletim Eletrônico do Portal do RI nº. 082/2017, de 08/05/2017. Disponível em http://www.portaldori.com.br/2017/05/08/todo-mundo-tem-o-seu-sitio-de-atibaia-amilton-alvares/

____

Publicação: Portal do RI (Registro de Imóveis) | O Portal das informações notariais, registrais e imobiliárias!

Para acompanhar as notícias do Portal do RI, siga-nos no twitter, curta a nossa página no facebook, assine nosso boletim eletrônico (newsletter), diário e gratuito, ou cadastre-se em nosso site.

Deixe seu comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>