Tabeliães participam de curso de mediação extrajudicial em Mato Grosso




A presidente do Instituto de Estudos de Protesto de Títulos do Brasil Seção Mato Grosso (IEPTB-MT), Velenice Dias de Almeida e Lima, a presidente da Associação dos Notários e Registradores de Mato Grosso (Anoreg-MT), Niuara Roberto Ribeiro Borges, assim como tabeliães de várias comarcas do estado, participam esta semana do curso de “Técnicas de Mediação e Conciliação Extrajudicial”, promovido pelo Poder Judiciário de Mato Grosso.

O treinamento visa aprofundar os representantes dos cartórios a atuarem conforme a Resolução nº 125/2010 do Conselho Nacional de Justiça e seguirá até a próxima sexta-feira (31 de março) na Associação Mato-grossense dos Magistrados (Amam).

“O curso vai promover uma padronização de atos de forma a tornar o trabalho mais efetivo. Por isso, é muito importante buscarmos essa qualificação”, comentou Velenice Dias, que é tabeliã na comarca de Rosário Oeste e também diretora de protesto da Anoreg-MT.

Niuara Borges ressaltou que “a partir dessa formação receberemos a certificação concedida pelo Tribunal de Justiça e após o treinamento estaremos aptos a promover a pacificação social através da mediação, bem como estaremos difundindo para a população que os cartórios são mais uma alternativa para a resolução de conflitos de forma consensual”. Ela também compõe a diretoria do IEPTB-MT como secretária-geral e é tabeliã do cartório de Barra do Bugres.

Cidades

Participam do curso representantes de cartórios de Cuiabá, Várzea Grande, Rosário Oeste, Barra do Bugres, Lucas do Rio Verde, Cláudia, Nova Ubiratã, Pedra Preta, Canarana, Paranaíta, Tabaporã, Tapurah, Campo Verde, São José do Rio Claro, Ipiranga do Norte, Colniza, Diamantino, Matupá, Tangará da Serra, Jauru, Vila Rica, Itiquira e Dom Aquino; além do Distrito Nossa Senhora da Guia.

Teorias e práticas

O curso é ministrado por servidores do Núcleo de Práticas de Mediação e Conciliação do TJMT e oferece conteúdos teóricos e práticos acerca do tema, tais como as diferenças entre as técnicas, dos conflitos e disputas, noções de comunicação, negociação e o passo a passo de uma audiência de mediação de forma a buscar a melhor resolução entre as partes.

Resolução 125/2010

 A norma do Conselho Nacional de Justiça cria uma política judiciária de tratamento de conflitos. A referida resolução foi atualizada no ano passado para criar um cadastro de mediadores e mediação digital. A Emenda 2 adequa o Judiciário às novas leis que consolidam o tema no país. São elas a Lei de Mediação (LE 13.140/2015) e o novo Código de Processo Civil (Lei 13.105/2015).

 Clique aqui para acessar a íntegra da Resolução 125/2010 do CNJ atualizada.

Fonte: IEPTB-MT | 30/03/2017.

____

Publicação: Portal do RI (Registro de Imóveis) | O Portal das informações notariais, registrais e imobiliárias!

Para acompanhar as notícias do Portal do RI, siga-nos no twitter, curta a nossa página no facebook, assine nosso boletim eletrônico (newsletter), diário e gratuito, ou cadastre-se em nosso site.

Deixe seu comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>