MULTIDÃO DE ANÔNIMOS A SERVIÇO DO REINO – Amilton Alvares




Muitos sonham fazer obras grandiosas para deixar o nome na História. Mas não é difícil perceber que o Criador confiou aos anônimos deste mundo a importante missão de conduzir pessoas a um porto seguro. Dentre os discípulos de Jesus de Nazaré – os doze apóstolos, muitos não passam de ilustres desconhecidos, como Bartolomeu, Tiago, filho de Alfeu, Simão – o zelote, e Matias. Quais os registros das obras desses apóstolos? Quase nada! Veja o que disse o Papa Bento XVI acerca de São Bartolomeu – Poucas são as informações, mas o que temos permanece diante de nós “para nos dizer que a adesão a Jesus pode ser vivida e testemunhada também sem cumprir obras sensacionais. Extraordinário é e permanece o próprio Jesus, ao qual cada um de nós está chamado a consagrar a própria vida e a própria morte”.

Se essa é a realidade no círculo próximo de Jesus, só nos resta orar – Senhor, faz de mim um instrumento de manifestação de sua graça e poder, ainda que eu seja um ilustre desconhecido. Que eu seja capaz de anunciar a Salvação estabelecida na cruz do Calvário; sem ensoberbecimento, sem pretensões pessoais, sem querer ocupar o lugar de destaque do meu Salvador. Senhor, não me deixe esquecer que Ele deu a vida por pecadores como eu e tantos outros. O apóstolo João ajuda-nos a compreender a nossa posição, ressaltando as palavras de Jesus: “Nenhum ramo pode dar fruto por si mesmo, se não permanecer na videira. Vocês também não podem dar fruto, se não permanecerem em mim” (Jo 15:1-4). Permaneçam no Senhor! Nós cristãos somos uma multidão de anônimos a serviço do Reino de Deus. A missão é importantíssima – anunciar a Salvação na Cruz. Mas a nossa força, o prestígio e a reputação são extraídos diretamente da videira verdadeira, que é Jesus. Sem Ele nada podemos fazer. Tem misericórdia de nós, Senhor. Livra-nos de envergonhar o seu nome. Capacita-nos a viver na sua dependência!

O cristão é especial para Deus. O preço que Jesus pagou para nos resgatar da morte ninguém poderia pagar. Que haja discernimento espiritual para compreender que somos simples cooperadores de Deus. O nosso galardão será entregue na eternidade (1Co 3: 8-15). Naquele dia Jesus dirá – Servo bom e fiel, venha e participe da alegria do seu Senhor! Enquanto não chega o glorioso dia, cabe a nós pôr as mãos no arado e cumprir a missão. Sem buscar os holofotes do mundo, sabendo que, sem Jesus, nada podemos produzir para o Reino de Deus.

________

* O autor é Procurador da República aposentado, Oficial do 2º Registro de Imóveis, Títulos e Documentos e Civil de Pessoa Jurídica da Comarca de São José dos Campos/SP, colaborador do Portal do Registro de Imóveis (www.PORTALdoRI.com.br) e colunista do Boletim Eletrônico, diário e gratuito, do Portal do RI.

Como citar este devocional: ALVARES, Amilton. MULTIDÃO DE ANÔNIMOS A SERVIÇO DO REINO . Boletim Eletrônico do Portal do RI nº. 201/2016, de 25/10/2016. Disponível em http://www.portaldori.com.br/2016/10/25/multidao-de-anonimos-a-servico-reino-amilton-alvares/ Acesso em XX/XX/XX, às XX:XX.

____

Publicação: Portal do RI (Registro de Imóveis) | O Portal das informações notariais, registrais e imobiliárias!

Para acompanhar as notícias do Portal do RI, siga-nos no twitter, curta a nossa página no facebook, assine nosso boletim eletrônico (newsletter), diário e gratuito, ou cadastre-se em nosso site.

Deixe seu comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>